Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

dany23

dany23

23
Nov07

Retrato

DanI
Logo pela manha a claridade do dia era o essencial para o passeio que a mãe tinha realizado com o filho. Passaram pelo parque todo o dia. Sentaram-se no banco de jardim e o filho lembrou:
            - Quando passo por aqui lembro-me…lembro-me…
            - Lembras-te de quê, filho?
            - Foi aqui que eu perdi a nossa companheira diária. Era a melhor tartaruga que eu já tive. Encontrei-a e perdia aqui mesmo.
            - Mãe, dás-me uma tartaruga?
            - Não sei!
A mãe não tinha possibilidades de oferecer uma tartaruga ao filho pois tinha falta de dinheiro. Na altura as tartarugas eram muito caras só que…
 
Entristecido o rapaz procurou trabalho. Sabia que a mãe não tinha tido muita sorte com o dinheiro, pois decidiu ajudá-la. Procurou…procurou…procurou, que finalmente arranjou um trabalho, mas era no horário das aulas. Aceitou o trabalho, mas disse que só podia a partir das cinco horas pois as aulas acabavam as 4.30. Ia a casa, lanchava e depois dizia a mãe que iria brincar com os amigos. O emprego era como servente de mesa e dizia ele “não deve custar muito, o trabalho não e muito duro”, isto era o que ele pensava. Durante três meses trabalhou, para ajudar a mãe, só que um dia a mãe desconfiou de algo que no estava bem no filho. Chegava a casa sempre cansado e pensava ela “de onde vira este rapaz?”. Mas pelo dinheiro que era o rapa tinha que trabalhar ao seu máximo, pois tinha que ganhar o máximo de dinheiro possível para comprar a tartaruga. 400 euros era o suficiente para pagar as contas da casa, a luz; o gás…
Um dia o filho chegou a casa e a mãe perguntou:
            - Tu tens que estudar, não podes andar sempre ai a brincar com os teus amigos.
            - Eu sei mãe, e até para te provar que estudo vou-te dar o meu teste.
            - Satisfaz bastante?!?
            - Tu a esta disciplina tiravas sempre excelente e agora baixaste a nota?
            - Mãe, estava quase no excelente, a professora disse.
 
A mãe lá acreditou, mas ainda com aquela dúvida “o que é que ele andara a fazer?”
Um dia a mãe segui o filho, depois das aulas. Muito desconfiada viu o filho dirigir-se a um restaurante.
            - Descobri!!!
 
Foi lá dentro ao restaurante busca-lo, para falar com ele.
Trouxe-o para fora e logo teve uma conversa com ele.
            - Porque e que não me disseste que trabalhavas?
            - Tinha medo que tu me ralhasses, e também queria ajudar-te nas contas da casa.
            - Filho, não era preciso chegar a tanto, não precisavas de trabalhar, não precisavas de ganhar dinheiro para as contas. Estamos bem assim…
            - E agora promete-me que não vais trabalhar mais no restaurante.
            - Prometo, mas com uma condição.
            - Qual?
            - Trabalhares onde eu trabalhei. Sais da fabrica e vem trabalhar para aqui.
            - Filho, mas eu ganho menos aqui!
            - Hihihihihihihi! Ganhas o quê?
            - Aqui ganhas 400€ enquanto na fábrica ganhas 195€, ganhas muito aqui.
            - Ok! Este prometido.
            - Já me esquecia que tenho uma surpresa ara ti!
            - O quê?
            - Anda…
Foram a loja de animais comprar a tartaruga, só que o filho perguntou a mãe:
            - Tu não tens dinheiro!
            - Tenho filho, eu juntei alguns trocos…
O senhor da loja ouviu aquilo e ficou cheio de pena, que até ofereceu a tartaruga ao rapaz.
Emocionados os dois abraçaram-se e beijaram-se.
Agradeceram ao senhor da loja, por lhes ter oferecido tartaruga e foram-se embora.
Tanto esforço, tanto esforço, para o fim lhe oferecer a tartaruga, mas no fundo valeu a pena trabalhar…
O rapaz depois de alguns anos tirou o curso de médico e viveu muito feliz com a sua família e amigos.
 
 
 
 
 
 
 
FIM
 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2007
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D